sexta-feira, fevereiro 15

zangado, azedo, farto

há quem diga que ando zangado, que esteja azedo ou simplesmente farto;
direi que estou tudo isso e nada disso;
estou zangado com os deuses que me fazem andar por estes mares sempre navegados;
azedo com os ares e farto das incompetências...

2 comentários:

XXXVI disse...

"Procuro despir-me do que aprendi
Procuro esquecer-me do modo de lembrar-me do que me ensinaram,
E raspar a tinta com que me pintaram os sentidos,
Desencaixotar as minhas emoções verdadeiras.
Desembrulhar-me e ser eu, não Alberto Caeiro,
Mas um animal humano que a Natureza produziu."

Abraço

trotesequi disse...

Eu cá acho que o amigo é um pouco bipolar e comporta-se como uma criança a quem tiraram o brinquedo. Vou lendo o que escreve e acredite, antes de ter perdido o lugar de direcção do IPJ não o via tão crítico. Basta ler o seu blogue. Percebe-se o antes e o depois. O que não parece muito sério da sua parte.